Quarta, 01 de Outubro, 2014

Índios interditam rodovia no Ceará

O presidente da Associação das Comunidades dos Índios Tapeba (Acita), Ricardo Weibe, disse que o número de manifestantes chega a 800. Ele disse que os índios vão permanecer no local até serem recebidos pelo governador do Ceará, Cid Gomes.
Arq/ABr

Brasília - Em protesto pela demarcação de terras no Ceará, um grupo de índios de seis etnias, principalmente Tapeba, mantém interditado, desde a manhã de segunda-feira (17), um trecho da BR-222, no município de Caucaia, região metropolitana de Fortaleza.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), aproximadamente 200 índios ocupam os dois sentidos da rodovia, que liga o estado do Ceará ao Piauí, na altura do km 17. De acordo com o presidente da Associação das Comunidades dos Índios Tapeba (Acita), Ricardo Weibe, no entanto, o número de manifestantes chega a 800. Ele disse que os índios vão permanecer no local até serem recebidos pelo governador do Ceará, Cid Gomes.

O superintendente da PRF no estado, inspetor Marco Antônio Maia, informou que durante as negociações com o grupo, mais cedo, conseguiu agendar uma reunião para a manhã desta terça-feira (18) com o vice-governador, Domingos Gomes de Aguiar Filho. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do governo do Ceará ainda não confirmou o agendamento do encontro e informou que o governador está em viagem. O líder indígena, no entanto, descartou a hipótese e reafirmou a intenção de ser recebido pelo governador.

"Não vamos sair até que ele nos receba e ouça nossas reivindicações pela demarcação das nossas terras. Não queremos reunião com representantes, com outras pessoas. Vivem no estado, atualmente, 28.985 índios de 14 etnias, em 19 municípios. Queremos ser ouvidos pelo governador e mobilizar a opinião pública", disse Weibe à Agência Brasil.

O inspetor Marco Antônio Maia acrescentou que a manifestação é pacífica e que não causa congestionamento, já que o trânsito está sendo desviado por uma via alternativa, que passa por dentro do município. Segundo ele, há apenas lentidão próximo aos desvios.

"Eles atearam fogo a pneus, mas até agora a situação está controlada. A estrada está totalmente interditada nos dois sentidos, mas o trânsito está fluindo com pequena lentidão", disse. De acordo com Maia, o protesto começou por volta das 9h.

Mais cedo, outro protesto interditou a BR-040, altura do bairro Liberdade, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte.  De acordo com informações da Central de Informações Operacionais da PRF, os manifestantes, que reivindicaram melhorias no transporte público da região, montaram barricadas na estrada, com a queima de pneus e entulhos. Agência Brasil

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Comentário: