Quarta, 26 de Novembro, 2014

Manifestação e confrontos na Central do Brasil, no Rio de Janeiro

A Polícia Militar (PM) prendeu 28 manifestantes que participavam de um protesto contra o aumento das passagens de ônibus na Central do Brasil, estação de trens no Rio de Janeiro.
Arq/ABr

Rio de Janeiro - A Polícia Militar (PM) prendeu 28 manifestantes que participavam de um protesto contra o aumento das passagens de ônibus na Central do Brasil, estação de trens no Rio de Janeiro. O grupo foi colocado em um micro-ônibus da PM e levado para a 19ª Delegacia de Polícia.

O protesto começou pacífico às 18h30 com uma passeata pela Avenida Presidente Vargas até a Central do Brasil, mas terminou em um grande tumulto, quando os manifestantes invadiram o prédio da central e forçaram a liberação das roletas.

Policiais da tropa da choque interviram atirando bombas de gás com o objetivo de esvaziar a estação, de onde partem todos os ramais de trem da capital fluminense. Em alguns momentos do confronto dentro da Central da Brasil, os manifestantes jogaram pedras contra os policiais, que responderam com bombas de gás e cassetetes.

Do lado de fora da central, os manifestantes fizeram uma grande fogueira com banheiros químicos e derrubaram um dos portões de acesso à estação. Pontos de ônibus foram quebrados. Várias pessoas que tentavam embarcar nos trens passaram mal por causa das bombas de gás lacrimogênio e precisaram ser atentidas por equipes de emergência.

O tumulto se espalhou para as ruas vizinhas, com os manifestantes colocando fogo em pilhas de lixo no meio da rua, o que forçou a interrupção do trânsito de veículos na região.

Os policiais continuaram a reprimir os manifestantes para liberar as vias. Às 21h, a situação ainda não estava totalmente controlada no entorno da central, pois os manifestantes se dividiram em vários grupos. Apesar do tumulto, os serviços de trens não foram interrompidos.

Segundo a TV Globo, um jornalista da TV Bandeirantes foi ferido por uma bomba e levado para um hospital da cidade em estado grave.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Comentário: