Sábado, 20 de Setembro, 2014

Governo ameaça cortar o ponto a 11 mil servidores públicos em greve

O corte de ponto atinge aqueles que não estão amparados por decisões judiciais ou cujas liminares assegurando o pagamento do salário foram cassadas.

Brasília - O salário de 11.495 servidores públicos, a ser depositado no início do próximo mês, sofrerá reduções de acordo com o número de dias que eles não compareceram ao trabalho em razão da greve.

Segundo informações do Ministério do Planejamento, o corte diz respeito à folha de pagamento que abrange o período de 20 de julho a 20 de agosto, e cujo depósito é realizado em 1º de setembro.

De acordo com estimativa do Planejamento, há entre 70 mil e 80 mil servidores paralisados - contingente que corresponde a 15% da quantidade de funcionários na ativa.

A Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef) afirma que a quantidade de funcionários públicos em greve supera 300 mil pessoas, número que não é confirmado pelo governo federal.

A assessoria de comunicação do Ministério do Planejamento informou que o corte de ponto atinge aqueles que não estão amparados por decisões judiciais ou cujas liminares assegurando o pagamento do salário foram cassadas.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Comentário: