Domingo, 26 de Março, 2017
23/03/2017 por Pedro Garcia Rosado

Currículo

"Mas que raio de currículo é que você tem? Já escreveu alguma vez sobre vinhos para andar a mandar palpites sobre vinhos?!" A pergunta, nestes termos, foi-me feita para o meu e-mail por um leitor pouco satisfeito sobre as "doçuras alentejanas" a que aqui me referi. Apesar do seu tom, a pergunta é legítima e é conveniente responder.

Leia mais

19/03/2017 por Carlos Fino

"Não aprenderam nada, não esqueceram nada"

O establishment político europeu respirou fundo de alívio com os resultados das eleições parlamentares na Holanda. Ao contrário do que se temia na sede da UE em Bruxelas e nas diversas capitais, o Partido da Liberdade, de Geert Wilders, de extrema-direita, ficou longe de vencer o escrutínio e mais ainda de chegar ao poder.

Leia mais

16/03/2017 por Helder Castro

As reformas serão as possíveis...

As manifestações e protestos voltam às ruas do Brasil, não com a intensidade com que puseram fim ao reinado de Dilma Rousseff, despedida da função por incompatibilidades várias, entre elas a arrogância e a falta de preparo para tratar das coisas públicas, mas, mesmo assim, como um sinal de que o país está insatisfeito.

Leia mais

13/03/2017 por Carlos Fino

Ninguém é perfeito

Ao cabo de mais de dez anos consecutivos no Brasil, ainda que o sotaque local já se insinue imperceptivelmente no meu linguajar, o léxico - mais do que a pronúncia - sempre me acaba traindo.

Leia mais

10/03/2017 por Pedro Garcia Rosado

Doçura alentejana

Há alguns anos, numa quinta do Dão e em conversa com um dos grandes enólogos da região, e em jeito de apresentação do meu grande amigo B., disse-lhe que o meu amigo era alentejano e acrescentei qualquer coisa sobre o vinho do Alentejo.

Leia mais

09/03/2017 por Vítor Ramalho

Ir para além da defesa do poder

Só não vê quem não quer mesmo ver a importância que tem para a economia, a psicologia coletiva, ajudada pela reposição de direitos a salários e pensões que haviam sido cortados para além do razoável, numa defesa que ultrapassou em muito o memorando da Troika.

Leia mais

02/03/2017 por Pedro Garcia Rosado

Deixe-o descansar...

Compramos uma garrafa, ou mais do que uma, de vinho e temos uma grande curiosidade em prová-lo. Estamos convictos de que é mesmo bom e de que vai ser satisfatório e pode ir para a mesa. Mas não, não o façamos. Porque o vinho nunca será devidamente apreciado nesse momento.

Leia mais