Sexta, 31 de Outubro, 2014
28/10/2014 por Vítor Ramalho

Uma justa e importante homenagem para a Lusofonia

Não havendo futuro sem memória, a Casa dos Estudantes do Império, que existiu entre 1944 e 1965, foi uma escola de formação cívica, cultural e política para muitos dos seus associados, então jovens universitários de todos os territórios e países que se exprimiam em português. (...)Tornaram-se mais tarde referências incontornáveis dos países de língua portuguesa.

Leia mais

27/10/2014 por Carlos Fino

Eleições na Ucrânia: Guerra ou Paz?

Da correlação de forças políticas que sair das eleições parlamentares deste domingo na Ucrânia depende em boa parte a evolução do conflito no leste do país, onde se vive, desde o acordo alcançado em Minsk no dia 5 de Setembro, uma frágil trégua.

Leia mais

26/10/2014 por Helder Castro

Que vitória?

Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), ganhou a eleição para um segundo mandato à frente dos destinos do Brasil. Uma vitória difícil e seguramente amarga, pela escassa vantagem obtida sobre o seu adversário Aécio Neves, do PSDB. Uma vitória que mostra um país politicamente dividido.

Leia mais

22/10/2014 por Carlos Luís Figueira

Da Outra Margem

Estamos perante um governo que, como aqui por diversas momentos tenho assinalado, se apresentou e procurou gerir o País com base numa clara matriz ultra-liberal.

Leia mais

20/10/2014 por Carlos Fino

Filme confronta Indonésia com passado sangrento e a nós com a banalidade do mal

Perante realidade tão estranha, há um momento em que somos tentados a atribuir ao outro – no caso, o asiático – a origem do problema. Mas é o próprio Joshua Oppenheimer quem nos alerta, em entrevista, que o horror foi estimulado e apoiado pelo ocidente. Todos somos, portanto, responsáveis.

Leia mais

14/10/2014 por Roberto Carlos Mayer

Exportação ainda é um desafio para as empresas brasileiras de TI

Os números são preocupantes: 83% das empresas brasileiras de TI não realizam qualquer tipo de exportação e dentre as que vendem para o mercado externo, apenas 2% alcançaram 30% ou mais da receita com esse tipo de negociação.

Leia mais

13/10/2014 por Carlos Fino

O paradoxo curdo da guerra contra o Isis

De um lado, os radicais islâmicos do ISIS, na tentativa de alargar e consolidar território, do outro, as forças do PYD – o partido revolucionário curdo, que desde 2011, aproveitando o enfraquecimento do regime sírio, lidera a região autónoma de Rojava.

Leia mais