Terça, 09 de Fevereiro, 2016
08/02/2016 por Vítor Ramalho

Um Encontro de Escritores e a Geração da Utopia

Os encontros seculares entre povos de língua portuguesa que conduziram à existência de uma cultura comum, universalista e tolerante, tão marcante na literatura de todos e de cada um dos nossos países, é um instrumento da maior importância para que os objetivos de solidariedade e de entreajuda sejam prosseguidos.

Leia mais

04/02/2016 por Carlos Luís Figueira

Da Outra Margem

Resta saber, e os dias próximos o ditarão, se o PS resiste à chantagem e se PCP e Bloco se mantêm numa posição de cooperação para que a viragem de politica, mesmo que mitigada, se concretize (...). Os tempos são de mudança e não de continuidade.

Leia mais

01/02/2016 por Carlos Fino

A era da instabilidade

(...) Cada dia que passa agravam-se os desentendimentos entre os países europeus, ao mesmo tempo que se eleva tragicamente o custo humano do êxodo desordenado de proporções bíblicas a que vimos assistindo, com populações inteiras fugindo das zonas de guerra e procurando acolhimento na Europa.

Leia mais

28/01/2016 por Alfredo Prado

Depois do Carnaval

O Carnaval está à porta com as suas marchinhas, com o gingar de muitos sambas e, já agora, com os "zés pereiras" ou os "gigantones", sejam eles os de Olinda, a dois passos do Recife, ou os de Portugal, de Canas de Senhorim.

Leia mais

25/01/2016 por Carlos Fino

Marcelo: gravitas e irreverência

Será certamente um presidente menos formal e ríspido do que foi Cavaco Silva. E também menos abertamente partidário. Só isso já será uma saudável mudança de ares, num país que a crise do passado recente deixou excessivamente crispado.

Leia mais

24/01/2016 por Jorge Horta

Um presidente pop-star

Marcelo conseguiu amealhar mais votos do que os outros nove candidatos juntos. Será o próximo presidente português. É mediático e popular. E ofuscou por completo uma certa esquerda desnorteada em Portugal.

Leia mais

21/01/2016 por António Melo

Nuno Teotónio Pereira e a simplicidade do Absoluto (1922-2016)

Uma das mais queridas e surpreendentes personalidades que tive a sorte de conhecer foi Nuno Teotónio Pereira. Foi já para o tarde que isso aconteceu, na passagem do século.

Leia mais