Segunda, 24 de Novembro, 2014
23/11/2014 por Jorge Horta

Sócrates e a praça pública

Pela primeira vez na história do País, um ex-chefe de Governo é preso. Para lá do circo mediático que a detenção do ex-primeiro-ministro traz, a actuação das autoridades portuguesas merece reflexão.

Leia mais

23/11/2014 por Baptista Bastos

Alguns dos muitos amigos

José de Lemos possuía um talento profundo e inimitável, e uma modéstia que chegava a ser irritante. Pequeno, gentil, de hábitos modestos e amizades infinitas, devo-lhe o meu destino e o gosto de amar as coisas singelas. Foi o maior desenhador do Segundo Modernismo.

Leia mais

17/11/2014 por Carlos Fino

G20: muita parra e pouca uva?

Já acordada, em princípio, no G20, a reformulação das quotas e do poder decisório dentro do FMI no sentido de conferir maior peso aos países emergentes, não teve até agora seguimento porque o Congresso dos EUA não lhe deu o seu consentimento e ninguém a ocidente parece ter muita pressa.

Leia mais

15/11/2014 por Alfredo Prado

O que mais nos vai acontecer?

Desta vez, os brasileiros são confrontados com um novo escândalo cujos ingredientes – crimes financeiros, corrupção, lavagem de dinheiro, grandes empresas e cumplicidades políticas e partidárias – são uma mistura explosiva, cujas consequências, a prazo, ainda são difíceis de prever.

Leia mais

10/11/2014 por Carlos Luís Figueira

Da Outra Margem

Ainda por cá, está em curso, tendo como base o partido Livre, um movimento de aproximação à esquerda envolvendo o Livre, O Manifesto, dissidentes do Bloco de Esquerda e a Renovação Comunista, de forma a tornar possível construir um plataforma política que, posicionada à esquerda do PS, concorra às próximas eleições.

Leia mais

09/11/2014 por Carlos Fino

A minha Queda do Muro: Isolado no Cosmos

Faz hoje 25 anos, assistia sozinho pela televisão, num quarto de hotel em Moscovo, a um dos acontecimentos mais marcantes do pós-guerra – a queda do muro de Berlim.

Leia mais

05/11/2014 por Baptista Bastos

O Portugal que temos

A ideologia do medo, que nunca foi totalmente expurgada da nossa pátria, regressou, acaso mais forte. As mexidas e alterações na comunicação social não vão ficar por aqui, resultado desta política de atropelo.

Leia mais