Sábado, 25 de Outubro, 2014
24/10/2014

Estado português reduz défice orçamental até setembro em 26%

Nos primeiros nove meses deste ano as contas públicas lusas acusaram um saldo negativo de 3,99 mil milhões de euros, abaixo dos 5,41 mil milhões de défice no mesmo período de 2013. O Estado português conseguiu cobrar mais receita de IRS, de IVA e de impostos sobre veículos e sobre o tabaco.

Leia mais

24/10/2014

Petrobras anuncia descoberta de gás na Bacia do Espírito Santo

A Petrobras anunciou a descoberta de acumulação de hidrocarbonetos em águas profundas, no pós-sal da Bacia do Espírito Santo, por meio da perfuração do poço, conhecido como Lontra, em água profunda de 1.319 metros.

Leia mais

24/10/2014

Anatel cobra transparência de operadoras para mudar cobrança da internet móvel

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) convocou as operadoras de telefonia celular para pedir explicações sobre mudanças na forma de cobrança da internet móvel.

Leia mais

24/10/2014

Exportações de vinho do Porto para o Brasil descem 5,2%

Nos primeiros nove meses do ano as vendas do tradicional produto português no mercado brasileiro caíram 5,2%, para 2,8 milhões de euros, atenuando a queda de quase 15% que tinha sido verificada até junho.

Leia mais

23/10/2014

Investimento estrangeiro na América Latina e Caribe caiu 23% no primeiro semestre

O investimento estrangeiro direto (IED) caiu 23% durante o primeiro semestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano passado nos países da América Latina e Caribe, totalizando US$ 84 bilhões informou a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

Leia mais

23/10/2014

Dólar fecha no maior nível em nove anos a R$ 2,514

O dólar comercial subiu 1,35% e fechou, quinta-feira (23), vendido a R$ 2,514. A alta, de quase R$ 0,04, fez a cotação atingir o maior nível desde maio de 2005. Na semana, a cotação subiu 3,3%. O dólar acumula valorização de 2,7% no mês e de 6,7% no ano.

Leia mais

23/10/2014

Indicadores da CNI mostram "alguma melhora" no setor industrial

"Houve alguma melhora na situação atual, mas não reflete melhoras das expectativas ainda nos próximos meses. Houve leve redução na ociosidade também", de acordo com avaliação da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Leia mais